Regulação de tensão nos transformadores de potência em banho de óleo - 4.ª Parte

Regulação de tensão nos transformadores de potência em banho de óleo – 4.ª Parte

Continuando com o tema do artigo anterior, transformadores, apresenta-se um assunto de interesse em termos informativos e formativos e necessário para resolver casos vulgares que podem surgir no dia-a-dia de um técnico eletricista. Muitas vezes deparam-se com trabalhos que implicam ter conhecimentos mínimos mas essenciais sobre as características que devem saber interpretar no que diz respeito às máquinas estáticas e reversíveis.

Se a tensão de curto-circuito for diferente, obviamente passará mais corrente pelo transformador que tem menor potência de curto-circuito provocando a atuação das proteções de máxima corrente, ficando o outro a alimentar a carga sozinho.

Esquema simplificado
Esquema simplificado

Como consequência da situação, o 2.º transformador não suportará a carga (tensão) e será também colocado fora de serviço devido à atuação das proteções.

Admite-se que, na pior das hipóteses, possa haver uma variação de cerca de 10% de tolerância.

1. Possuírem o mesmo grupo de ligações internas

A condição fundamental para que os transformadores possam trabalhar em paralelo, é que os terminais que se ligam entre si, se encontrem em todos os instantes ao mesmo potencial. A forma como é executada a ligação do neutro num enrolamento em estrela que definirá o respetivo diagrama vetorial.

A ligação em estrela apenas admite duas forma de realização, enquanto nas ligações em triângulo e em zig-zag, podem ser efetuadas quatro formas de ligação em cada uma.

Cada uma destas possibilidades, quando aplicadas ao primário e ai secundário, origina uma determinada polaridade e um determinado desfasamento.

Hilário Dias Nogueira
com o patrocínio de IXUS, Formação e Consultadoria, Lda.

Para ler o artigo completo faça a subscrição da revista e obtenha gratuitamente o link de download da revista “o electricista” nº49. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: [email protected]

Outros artigos relacionados

Translate »