Revista o electricista

Projeto europeu SHIFT2DC tem mais de 11M€ para desenvolver soluções de energia mais sustentáveis e inteligentes

Projeto europeu SHIFT2DC tem mais de 11M€ para desenvolver soluções de energia mais sustentáveis e inteligentes

O projeto SHIFT to Direct Current (SHIFT2DC) propõe transformar a forma como as soluções de corrente contínua (CC) são utilizadas nos nossos sistemas de energia.

Com um financiamento que ultrapassa os 11 milhões de euros, o projeto SHIFT to Direct Current (SHIFT2DC) tem como principal meta a criação de infraestruturas de energia mais inteligentes, eficientes e sustentáveis, através de soluções de corrente contínua (CC).

O projeto desenvolvido no âmbito do Programa Horizonte Europa é liderado pelo INESC-ID, em colaboração com outras 32 instituições de 13 países europeus. O início do projeto foi assinalado com uma reunião de Kick off no Instituto Superior Técnico em Lisboa, em dezembro de 2023.

O SHIFT2DC propõe transformar a forma como as soluções de corrente contínua (CC) são utilizadas nos nossos sistemas de energia. Para isso, o consórcio irá estabelecer diretrizes e um roteiro para a uma aplicação generalizada de CC em diversos cenários.

Hugo Morais, do INESC-ID, o Coordenador do Projeto, destaca que o desenvolvimento de redes CC pode oferecer vantagens significativas quando comparado com as redes de energia existentes (em Corrente Alternada) em situações específicas.

O projeto SHIFT2DC adotará uma abordagem integrada para projetar, simular, testar, validar e aplicar soluções de CC em média (MT) e baixa tensão (BT). Para promover alternativas de energia económicas e sustentáveis, o consórcio vai realizar análises detalhadas para assegurar a viabilidade, custo-benefício, ciclo de vida e impacto ambiental. No decorrer do projeto serão implementados 3 locais de demonstração: dois Laboratórios Vivos de CC e um demonstrador virtual (Digital Twin), para testar soluções em Data Centers, Edifícios, Indústria e Portos.

Segundo Hugo Morais “Os testes e validações no mundo real são na realidade um dos aspetos mais empolgantes do projeto SHIFT2DC. O projeto terá dois demonstradores na Alemanha (Datacenter e Indústria), um em França (Edifícios) e outro em Portugal (Portos) para testar soluções de CC de média tensão (MVDC) e baixa tensão (LVDC). Isto irá permitir avaliar metodologias e ferramentas de controlo, assim como condições de implementação para sistemas de CC de MT e BT. Em cada demonstrador, o projeto destacará as vantagens das soluções de CC em comparação com as tradicionais de corrente alternada (CA)”.

No âmbito do projeto serão também desenvolvidas várias ferramentas user friendly, incluindo cabos sustentáveis e inteligentes desenvolvidos para instalações de CC, dispositivos de medição de CC de baixa tensão, unidades de pré-carga para disjuntores, fontes de energia de alta densidade, entre outros. Segundo Hugo Morais, “estas ferramentas vão mostrar a eficácia destas soluções e aumentar a confiança na sua utilização, assim como na adoção de sistemas de energia baseados em CC. O nosso principal objetivo é criar um cenário de energia mais verde e inteligente que beneficie as comunidades, indústrias e que permita uma utilização abrangente de soluções de CC”.

Financiado pelo Programa Horizonte Europa, o SHIFT2DC terá uma duração de 42 meses, reunindo um grupo de 33 parceiros, sendo 21 beneficiários, 6 afiliados e 6 associados, incluindo: um laboratório de certificação (Laboratoire National de Métrologie et D’ Essais – LNE – França), uma operadora (Empresa de Electricidade da Madeira, Portugal) que irá colaborar no demonstrador de Porto em Portugal, uma empresa de engenharia (Setec Bâtiment, França) para testar as ferramentas de design de CC, e os dois importantes promotores de CC, Stichting Current OS (Países Baixos) e ODCA (representado no projeto por ZVEI e.v., Alemanha).

Consórcio SHIFT2DC

O projeto reúne um consórcio de especialistas, investigadores e instituições focadas em testar e desenvolver soluções avançadas de corrente contínua (CC), juntamente com ferramentas user-friendly que possam ser amplamente utilizadas.

33 instituições parceiras:

  • Alemanha (8): Zvei E. V.Rheinisch-Westfaelische Technische Hochschule Aachen (RWTH Aachen); Fraunhofer Gesellschaft Zur Forderung Der Angewandten (Fraunhofer); Bachmann Gmbh; Eaton Industries (Eaton); Phoenix Contact Electronics (Phoenix Contact); Phoenix Contact Power Supplies; Phoenix Contact Gmbh & Co KG.
  • Bélgica (1): European Heat Pump Association (EHPA)
  • Espanha (3): Fundacion Tecnalia Research & Innovation (Tecnalia); Fundacion Circe Centro de Investigación de Recursos y Consumos Energéticos (Circe); Hitachi Energy Spain (Hitachi);
  • Estónia (1): Tallinn University of Technology (Taltech)
  • França (6): Setec Batiment; Laboratoire National De Métrologie Et D’essais (LNE); Electricité De France (EDF); Schneider Electric Industries (SCHN), Nexans France (Nexans), Watt & Well; Setec Batiment.
  • Países Baixos (3): Stichting Current OS; Hiro Microdata; DC Systems B.V.;
  • Hungria (1): PCB Design
  • Itália (1): Fincantieri SI
  • Portugal (5): Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores: Investigação e Desenvolvimento (INESC ID); Empresa de Electricidade da Madeira (EEM); Centre for New Energy Technologies SA (EDP CNET); Administração dos Portos da Região Autónoma da Madeira (APRAM); Associação do Instituto Superior Técnico para a Investigação e Desenvolvimento (IST ID);
  • República Checa (1): Eaton Elektrotechnika SRO;
  • Suécia (1): NEXANS Sweden;
  • Suíça (1): JJ Cooling Innovation.

INESC TEC
Tel.: +351 222 094 000 · Fax: +351 222 094 050
info@inesctec.pt · www.inesctec.pt

Translate »