Revista o electricista

Prémio REN atribuído às melhores teses de mestrado e doutoramento sobre energia

Prémio REN atribuído às melhores teses de mestrado e doutoramento sobre energia

O Prémio REN, um dos mais antigos galardões científicos em Portugal, foi atribuído no dia 13 de novembro. Conheça os vencedores!

O Prémio REN, um dos mais antigos galardões científicos em Portugal, foi atribuído no dia 13 de novembro a Justino Rodrigues, aluno da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), pela tese de doutoramento “Advanced Control Functionalitiesfor Smart-Transformers Integrating Hybrid MicroGrids”, e a Nuno Mendes, da Universidade de Coimbra (UC), pela tese de mestrado “Federated Learning for the Prediction of Net Energy Demand in Communities of Buildings”. Na cerimónia de entrega da 28.ª edição do Prémio REN foram ainda atribuídas 2 Medalhas de Mérito Científico REN – Ciência LP –FCT.  

O Prémio REN para melhor tese de doutoramento na área da energia, atribuído de 2 em 2 anos, premiou Justino Rodrigues pelo seu trabalho que tem o objetivo de melhorar e consolidar a controlabilidade de micro-redes híbridas face ao aumento esperado de integração de recursos de energia. O Prémio REN para a melhor tese de mestrado, atribuído anualmente, foi entregue a Nuno Mendes pelo seu trabalho sobre a melhoria dos sistemas de previsão do consumo de energia líquida junto das comunidades de energia.

A REN tem no seu Plano Estratégico o apoio à inovação e à investigação científica, as chaves para os avanços tecnológicos que irão permitir vivermos num planeta mais sustentável”, afirma Rodrigo Costa, Presidente do Conselho de Administração da REN. “O Prémio REN, que atribuímos há 28 anos, tem distinguido jovens cientistas qualificados e talentosos a estudar em universidades portuguesas e que têm vontade de encontrar soluções para o futuro de todos nós. Vamos continuar a premiar essa vontade de descobrir o futuro”, acrescenta.

Com o 2.º lugar, o júri do Prémio REN, encabeçado pelo Professor João Peças Lopes, distinguiu a tese de mestrado “Comportamento dinâmico de sistemas de transmissão com inércia reduzida”, de Ana Silva, aluna da FEUP, que avalia os desafios operacionais da transição para energias renováveis. O 3.º lugar foi entregue a Maria Lima, também da FEUP, pela tese “Magneto-caloric heat pump for space heating“, que propõe uma nova tecnologia, a bomba de calor magneto-calórica, como alternativa às bombas de calor convencionais para evitar o uso de fluidos frigoríficos poluentes.

O júri atribuiu ainda uma menção honrosa a Hélder Pereira, aluno do Instituto Superior de Engenharia de Porto – Instituto Politécnico de Porto, pela tese “A Novel Multi-Level andCommunity-Based Agent Ecosystem to Support Customer´sDynamic Decision-Making in Smart Grids“, que sugere um modelo baseado em inteligência artificial para gestão de redes inteligentes. Outra menção honrosa foi entregue à tese “Detection of Power Line Supporting Towers Via Interpretable Semantic Segmentation of 3D Point Clouds“, de Diogo Lavado, estudante da NOVA School of Science and Technology, que procurou encontrar soluções para automatizar as inspeções à rede elétrica. 

Medalhas de Mérito Científico

Este é o terceiro ano em que são atribuídas as Medalhas de Mérito Científico REN – Ciência LP – FCT, resultado de uma parceria entre a REN, o Centro Ciência LP e a Fundação para a Ciência e Tecnologia, que premeiam trabalhos sobre energia de jovens oriundos de países africanos de língua portuguesa.

Rosa Chilundo, de Moçambique, venceu o 1.º Prémio com a tese “Estudo do Sistema Fotovoltaico de Bombeamento de Água para Irrigação e Suprimento de Outras Demandas Energéticas: Caso do Tomate, Distrito de Boane, Província de Maputo”, que estuda formas de otimizar o uso de energia na rega das culturas. O 2.º Prémio foi para Chadido Lacerda Diogo, também de Moçambique, pela tese “Energias Renováveis como Solução para Eletrificação nas Comunidades Rurais na Perspectiva de Sustentabilidade, Confiabilidade e Segurança – Caso de Estudo: Posto Administrativo de Chinamacondo, Distrito de Dondo”, onde avaliou as vantagens e desvantagens do recurso a energias renováveis em comunidades rurais, com base em casos práticos. 

A abertura do evento ficou a cargo de Francisco Pedro Balsemão, Chairman do Grupo Impresa, tendo como keynote speaker Albert Cheung, Vice-CEO da Bloomberg NEF. Rodrigo Costa, CEO da REN, foi o responsável pelo encerramento da cerimónia.

De 2 em 2 anos, o Prémio REN reconhece a melhor tese de doutoramento e o vencedor recebe um valor monetário de 30 000€. As três melhores teses de mestrado são galardoadas anualmente, sendo que o 1.º lugar obtém um prémio de 25 000€, o 2.º lugar recebe um prémio no valor de 15 000€ e o 3.º lugar 10 000€. Cada menção honrosa tem um prémio de 2500€. Já o premiado com o 1.º lugar nas Medalhas de Mérito Científico REN – Ciência LP – FCT recebe 5000 € e o 2.º lugar 2500€.

Translate »