Medição de corrente com resistência

Medição de corrente com resistência

Praticamente qualquer circuito com função de comando e monitorização…

Praticamente qualquer circuito com função de comando e monitorização utiliza atualmente a medição de corrente, baseada em shunt, como a alternativa mais simples e barata às soluções de sensores. Para obter resultados de medição com a precisão necessária, é importante conhecer o modo de funcionamento dos shunts, uma vez que o método faz parte da tecnologia de medição de precisão e não deve ser descartado como uma tarefa banal.

Um shunt é uma resistência de baixa impedância, com o qual é possível medir a intensidade da corrente – motivo pelo qual também é conhecido por resistência de deteção de corrente. Este é utilizado sempre que a corrente a medir ultrapassa a gama do aparelho de medição, uma vez que o shunt é ligado paralelamente ao aparelho de medição.

Toda a corrente flui através do shunt e produz uma queda de tensão que é medida. Com a ajuda da Lei de Ohm é possível calcular a partir daqui a intensidade da corrente através da resistência conhecida (I = V/R). Para manter a potência de dissipação – e assim também a geração de calor – tão reduzida quanto possível, é necessário que os shunts tenham um valor de resistência muito baixo na área dos miliohms, e alguns ainda inferiores.

A vantagem deste tipo de medição é que as falhas podem ser rapidamente detetadas e eliminadas, tornando-o particularmente interessante para aplicações relevantes do ponto de vista da segurança, nas quais são detetadas falhas. Além disso, fornecem resultados de medição precisos e permitem assim, por exemplo, o comando eficiente de acionamentos ou a monitorização de sistemas de gestão de baterias. As resistências shunt oferecem, simultaneamente, uma excelente relação preço/qualidade.

Por princípio, os shunts são adequados para todos os tipos de aplicações de medição – nomeadamente na Corrente Contínua e Alternada. Os mesmos vivem atualmente um verdadeiro boom, sobretudo devido ao número crescente de medições de estados no automóvel, por exemplo na gestão do motor e da bateria, no comando de airbags, ABS e outros sistemas de segurança, fecho e entretenimento informativo. Também em aplicações na indústria, tecnologia médica, energias renováveis e registo avançado (Smart Metering), as resistências de deteção de corrente são utilizadas com frequência.

Bert Weiss
Suporte Técnico Resistências
RUTRONIK Elektronische Bauelemente GmbH

Para ler o artigo completo faça o download gratuito da revista “o electricista” nº63. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

    Outros artigos relacionados

    Translate »