Lançamento do Pacto Português para os Plásticos

No próximo dia 4 de fevereiro, no Auditório da Sede da EDP, será lançado o Pacto Português para os Plásticos coordenado pela Associação Smart Waste Portugal, com o apoio do Ministério do Ambiente e da Ação Climática e em parceria com a rede dos Pactos para os Plásticos da Fundação Ellen MacArthur.

No próximo dia 4 de fevereiro, no Auditório da Sede da EDP, será lançado o Pacto Português para os Plásticos coordenado pela Associação Smart Waste Portugal, com o apoio do Ministério do Ambiente e da Ação Climática e em parceria com a rede dos Pactos para os Plásticos da Fundação Ellen MacArthur. Esta é uma plataforma colaborativa e de inovação que pretende criar um compromisso comum entre o Governo, os diferentes agentes da cadeia de valor dos plásticos, a Academia e ONGs, promovendo a transição para uma economia circular para os plásticos em Portugal.

As entidades envolvidas irão subscrever a visão da Nova Economia dos Plásticos da Fundação Ellen MacArthur, que se carateriza pela criação de uma economia circular para os plásticos, na qual estes nunca se converterão em resíduos, e comprometer-se a atingir um conjunto de metas e objetivos ambiciosos para 2025.

O Pacto promove a mobilização da sociedade portuguesa assumindo uma liderança em Portugal, no contexto internacional. Esta plataforma colaborativa irá ainda promover uma aproximação dos diferentes agentes da cadeia de valor dos plásticos, estimulando o desenvolvimento de soluções inovadoras que permitam uma transição acelerada para uma economia circular para os plásticos. Este Pacto está integrado na rede de Pactos Nacionais promovida pela Fundação Ellen MacArthur que já estão a decorrer noutros países, com o apoio dos respetivos governos.

A Smart Waste Portugal tem mais de 100 associados comprometidos com as ações estratégicas da economia circular, sendo uma plataforma de investigação, desenvolvimento e inovação e um polo aglutinador das várias partes interessadas e representantes da cadeia de valor, promovendo ativamente a cooperação entre entidades públicas e privadas, nacionais e internacionais, na transição para a circularidade.

Download – Última edição

(Irá receber um email com o link de download.)

×