ficha prática n.º 60: práticas de eletricidade - transístor (vertente MOS)

ficha prática n.º 60: práticas de eletricidade – transístor (vertente MOS)

FET é o acrónimo em inglês de Field Effect Transistor ou Transístor de Efeito de Campo que, como o próprio nome…

FET é o acrónimo em inglês de Field Effect Transistor ou Transístor de Efeito de Campo que, como o próprio nome diz, funciona através do efeito de um campo elétrico na junção. Este tipo de transístor tem muitas aplicações na área de amplificadores (a operar na área linear), em comutação (operando fora da área linear) ou em controlo de corrente sobre uma carga. Nesta edição vamos analisar a sua vertente MOS.

MOSFET – Metal Oxide Semiconductor Field Effect Transistor

Introdução

O nome de transístor de efeito de campo é derivado da sua principal operação física como vimos até agora. Especificamente, o mecanismo de controlo é baseado no campo elétrico estabelecido pela tensão aplicada no terminal de controlo. Vimos ainda que a condução de corrente acontece por apenas um tipo de portador (eletrões ou lacunas), dependendo do tipo de FET (canal N ou canal P), o que dá ao FET um outro nome, o transístor unipolar.

Embora o conceito básico do FET tenha sido conhecido desde 1930, o dispositivo tornou-se uma realidade prática apenas em 1960. Desde o final de 1970, um tipo particular de FET, o transístor de efeito de campo com metal óxido de semicondutor (MOSFET), tornou-se extremamente popular. Comparando com os BJT’s, os transístores MOS podem ser feitos com dimensões muito pequenas (isto é, ocupando uma pequena área do silício na pastilha do CI), e o seu processo de fabrico é relativamente simples. Além disso, funções lógicas digitais e memórias podem ser implementadas com circuitos que usam exclusivamente MOSFET’s (isto é, não há necessidade de resistências ou díodos). Por essas razões, a maioria dos circuitos integrados em escala muito alta de integração (VLSI) são feitos atualmente usando-se a tecnologia MOS. Incluímos exemplos das pastilhas de microprocessador e de memória. A tecnologia MOS tem sido aplicada também extensivamente no projeto de circuitos integrados analógicos.

Embora a família de dispositivos FET tenha vários tipos diferentes, dos quais já estudamos o JFET, a maior parte deste tópico é dedicada ao MOSFET tipo enriquecimento ou enaltecimento (enhancement), o qual é o transístor de efeito de campo mais importante. A sua importância está em iguais condições com o transístor bipolar de junção, cada um tendo a sua própria área de aplicação.

Manuel Teixeira
ATEC – Academia de Formação

Para ler o artigo completo faça o download gratuito da revista “o electricista” nº70. Verifique o seu email após o download. Pode também solicitar apenas este artigo através do email: a.pereira@cie-comunicacao.pt

      Selecione as sua(s) área(s) de interesse

      Utilize a tecla Ctrl para selecionar mais que uma opção

    Outros artigos relacionados

    Translate »