Schneider Electric e os Jesuítas lançam programas de formação em eletricidade no Congo

Schneider Electric Portugal
Tel.: +351 217 507 100 · Fax: +351 217 507 101
pt-atendimento-cliente@schneider-electric.com · www.se.com/pt

Na província de Haut-Katanga na República Democrática do Congo (RDC), a falta de eletricistas qualificados está a afetar o desenvolvimento económico da província. Assim, a Schneider Electric e a Companhia de Jesus na RDC irão ajudar 500 habitantes locais a encontrar trabalho, entre 2018 e 2020, criando 2 cursos de formação certificados para eletricistas. Cerca de 80% destes formandos descendem de famílias desfavorecidas.

A economia da RDC tem sido prejudicada pela carência das suas infraestruturas e competências, o que está a fragilizar o seu crescimento. Em Haut-Katanga, o setor elétrico tem de recorrer a trabalhadores externos para cumprirem com as suas necessidades em equipamento elétrico, instalações e manutenção, em detrimento das populações desfavorecidas da província. Em 2009, a Schneider Electric lançou o programa de Acesso à Energia para apoiar formações elétricas vocacionadas, em parceria com organizações locais. Desde esse ano, o programa ajudou mais de 148 000 pessoas em mais de 45 países. Para além disso, estima-se que entre 2009 e 2020 a Schneider Electric tenha ajudado na formação de mais de 20 000 jovens em 22 países africanos com 20 parceiros. Só em 2018, mais de 5200 pessoas serão formadas. Na RDC, Didier Chika, Access to Energy Business Development Manager, entrou em contacto com o Padre Max Senker, Diretor da Escola Técnica Mwapusukeni, em Lubumbashi. Dirigida pela Companhia de Jesus, esta escola oferece cursos de formação vocacionados para jovens entre os 18 e os 25 anos, desde 2017. Estes cursos incluem, por exemplo, construções em aço e mecânica de automóveis, sendo que a maior parte dos estudantes são de famílias sem posses.

O programa de Building Electricity está desenhado para ter a duração de um ano (6 meses de aulas e 6 meses numa empresa). Esta formação dá lugar a um certificado reconhecido localmente. Além disso existe também o programa de Solar Energy que dura quatro meses e que irá receber 80 estudantes por ano, incluindo aqueles que completarem o programa de Building Electricity. A qualidade do programa é, em parte, devido ao equipamento fornecido pela Schneider Electric, através do apoio da Fundação Schneider Electric, que inclui estações de aprendizagem (expositores nos quais os alunos podem fazer conexões), painéis solares, baterias, reguladores de carga, entre outros. A outra grande contribuição da Schneider Electric é na formação. O módulo de formação de formadores é concedido por um professor da Schneider Electric, um colaborador que se candidatou internamente para levar a cabo esta missão, selecionado, de forma voluntária, pelas suas capacidades nos equipamentos relevantes.