Carga fiscal da eletricidade portuguesa das maiores da Europa

Na eletricidade, Portugal é o segundo país da Europa a pagar mais impostos, taxas e outros encargos que incluem custos políticos e rendas dos produtores, resultando num peso na fatura de cerca de 50%.

De acordo com dados do Eurostat, a eletricidade e o gás natural são os terceiros mais caros a nível europeu, numa comparação que, pela primeira vez, faz a ponderação com o consumo efetivo médio dos clientes domésticos, em vez de divulgar preços por uma banda de consumo.

Os dados recolhidos permitem concluir que a eletricidade portuguesa tem a segunda carga fiscal e parafiscal mais alta da Europa, que representa mais de metade — 52% — do preço final por kilowatt/hora. No caso do gás natural, o preço final português também é o terceiro mais alto da Europa, numa lista ainda mais reduzida de 25 países e da qual estão ausentes países como Espanha, Itália, Alemanha, Finlândia e Grécia.